terça-feira, 23 de março de 2010

Coincidência?


A primeira vez que ouvi a música Vambora, da Adriana Calcanhoto eu não lembro, mas recordo o dia que ela marcou a minha vida para sempre. E toda vez que ela toca numa estação de rádio anuncia mudanças radicais na minha vida. Pode ser algo bobo para quem não acredita em sinais, mas para mim quando ela toca pode se preparar para a reviravolta na vida.

Entre por esta porta agora e diga que me adora...

O meu rádio relógio despertou a primeira vez com esta melodia quando eu tinha 17 anos. Embaixo da minha janela, um assassinato ocorreu. Passei pelo corpo do casal sem olhar para trás e com muito medo. Medo da violência, medo de morrer e medo de não viver.

Cheguei na minha escola, era sábado e eu detestava assistir aula sábado. Namorava um menino que era minha primeira paixão à primeira vista. Ele queria que eu fosse numa festa à noite com ele, mas nosso namoro era proibido. E eu ainda não tinha autorização de sair com ele para noitadas, algo impensável para alguém com quase 18 anos nos dias de hoje.

Voltei pra casa, o corpo do casal ainda debaixo da minha janela. E a grande vontade de sair de encontrar meus amigos e meu namorado na FESTA. Contei uma mentira para minha mãe e fui na festa. Lembro de como fiquei nervosa ao inventar toda história para enrolar minha mãe, mas deu certo. Quando eu saí de casa para encontrar meu amor, os corpos mortos do meu portão não estavam mais lá.

A festa foi a mais sensacional na minha vida. A noite só terminou de manhã e ali pela primeira vez senti que estava vivendo a minha vida. Ali foi minha passagem de menina para mulher. Uma pequena atitude, que foi uma mentira nunca antes cometida, mudou meu destino.

O namoro acabou, mas se perpetuou em sentimentos por alguns anos. E toda vez que escuto "Você tem meia hora para mudar a minha vida" acontece algo por atitudes minhas ou do destino, que provoca uma reviravolta na minha vida.

Estou precisando ouví-la de novo...

3 comentários:

Marina disse...

Eu acredito em sinais. Não sou supersticioasa, mas acredito totalmente que algumas coisas estão conectadas. Como não estariam? É muita coincidência pra ser só coincidência.

Karina Pache disse...

Oie, cheguei no teu cantinho através do blog da Freda, e adorei, vou te seguir ok?
Beijos

O Matuto disse...

UAL!!!! que texto...seguinte...acho dificil alguuem não se sentir, sei lá, incomodado com essa música...eu cada vez que ouço espero (tenho a fantasia) de que uma pessoa volte e tenhamos a chance de falar coisas que não conseguimos dizer um para o outro...ahhh "entre por essa porta agora!"